Top Postagens

segunda-feira, 18 de março de 2013

Cirurgia - Implante 1


Bora lá... é para escrever? Então que seja!

Esse é o primeiro de muitos posts contando um pouco do meu dia a dia, mas pra bem começar, vou falar de um final de semana inteiro. E que final de semana!!!!

Cá estou às 22:37 desta segunda-feira, escrevendo no blog, quando poderia(aliás, deveria) estar dormindo. Sim, DOR-MIN-DO! Caramba, eu to com tanto sono que eu não consigo entender como é que em quatro dias não deu para dormir tudo o que eu tinha pra dormir.

Desde a sexta-feira 15/03 que eu só faço dormir e sentir dor. Ah, fiz várias outras coisas também. Mas dormir e sentir dor foi a regra. Predominou GERAL!

Não sabe do que eu to falando, né?! Beleza... Vou explicar!

To passando por um processo de implante dentário. NOSSAAAAA! Já estou perdendo os dentes?

Pois é! Um belo dia, manhã de sol, resolvi que não mais queria meus dois dentinhos inferiores frontais e os arranquei fora. MENTIRA! rsrs..

Claro que é mentira. Lógico que é mentira. Só que não.

Bem, parcialmente.

Eram dois lindos dentinhos de leite, e eles podiam ficar ali para sempre naquele lugarzinho onde estavam. Visto que nasci portadora de um caso muito especial. Dentinhos de leite os quais não havia, não há e nunca haverá a possibilidade de serem trocados por dentes permanentes.

O fato é que eu não gostaria nunca, jamais, de estar além dos 30 faltando os dentes da frente e sobrando dente onde não deveria sobrar. Em 2007, aos 18 anos, iniciei o tratamento ortodôntico e desde então ainda estou com essa aparelhagem na minha boca. E quero muito TIRAAAAAAAAAR...

Sobre a cirurgia que fiz na sexta-feira (mania de começar um assunto pelo meio), em 2007 mesmo arranquei o primeiro dente de leite desses dois que nunca, jamais, haverá reposição natural permanente, e desde então eu tinha um sorriso mais ventilado. Não bastasse o fato de colocar aparelho ortodôntico aos 18 anos, estava com uma “janelinha” frontal. Isso ocorreu bem às vésperas da minha formatura de ensino médio, e tenho as fotos do meu sorriso ventilado.

Anos de tormenta se passaram e cá estava eu em 2012, às vésperas da minha formatura universitária, e o outro dentinho de leite resolve me incomodar. O que eu disse pra ele? “Os incomodados que se retirem!” Mas o infeliz vem há anos amolecendo e endurecendo, sem me deixar em paz. Porém um belo dia eu dei um basta nessa situação. Arranquei-o fora sem dó nem pena, nem piedade, nem misericórdia, nem nada disso.


Algo te incomoda? Livre-se!
E o que era uma janelinha, virou uma varanda.

Era o que precisava, era o que faltava, para cessar o meu tratamento ortodôntico. Mais de quatro anos esperando o bendito dente tirar o corpo fora da jogada. Até que jaz... Foi-se! Arranquei-o. E nesse final de semana começou a primeira parte do fim.







Nenhum comentário:

Postar um comentário