DESEJADOS

terça-feira, 10 de março de 2015

Sarjeta da amargura

Tomei minha decisão e não volto atrás.
O orgulho ainda está grande demais para pedir perdão.
Aliás, não consigo encontrar onde errei.
Apenas seus erros encontro em meu coração.

Sei que nosso relacionamento jamais será o mesmo,
Mas decidi pedir perdão, mesmo sem qualquer arrependimento.
É uma dor que não sai do peito,
mágoa que não sai do pensamento.

Eu sinto falta de algo que não sei explicar.
Todo dia, dia e noite, vivendo esse tormento.
Preciso te falar...
Já não mais aguento.

Na tentativa de não te fazer sofrer,
"Cá" estava eu, sofrendo.
Hoje decidi acabar com isso
usando o meu talento.

Chorei, te abracei e tentei falar
Mas minha voz calou, travou
Por falta do meu arrependimento.

Perdoe-me não me arrepender,
mesmo sabendo que errei.
Tive tanto contra você...
E não falei.

Aliás, até falei. Mas não pra você.
Te julguei e te joguei onde qualquer um pode ver.
Na sarjeta da amargura. No anoitecer.
Mas te pedindo perdão,
quero contigo estar em um novo amanhecer

Quero te ajudar se estais passando por algum deserto
E ainda que o que aqui eu escreva te magoe,
preciso te falar: a ti meu coração está aberto.
Você precisa de mim? Eu preciso de você mais perto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Top Postagens